segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Repetições

Aquele adeus que sei que não há volta.

Aquele abraço, o último.

Sequências infinitas, e sei que não voltarão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...