sexta-feira, 14 de setembro de 2012

De alguns dias atrás…

Aujourd'hui, je vous manqué, je nous manquer. Et je vais me marier.

Agora as informações não são mais planejadas, está tudo momentaneamente ocorrendo. Tudo isso é muito estranho e não quero mais sentir nada, os erros são para aprender, e quanto mais dolorido, melhor. Sinto isso até hoje, com todo esse nanquim, esse grafite que tampava meus olhos, as cores que me embaralharam e pelas quais me apaixonei. Cada linha, cada traço. Agora tudo não passa de um risco bem fundo e cortante na memória.

1688918581201429_FIUpNsRD_c_large[1]

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Não se explica e por isso não tem título

Há algum tempo atrás escrevi sobre como queria saber como é o amor. Também vi em algum lugar (acho que em algum filme) que amor não se explica, só se sente. E nem ligava muito pra tudo isso. Não sei abrir meu coração -e talvez seja porque não queira mesmo-, mas sensação e sentimento a gente não esconde. E estou brava por levar um golpe de mim mesma. Mas é um golpe tão bom, tão bom quanto um abraço daqueles que a gente não respira e pede bis várias vezes… Só por isso não criei um conflito. É uma sensação maior que eu e não se explica. Não se explica e não quero explicações, só quero ter isso comigo, conosco.

Não posso deixar de agradecer por você existir e fazer parte de mim, da minha alma e da minha vida. Por isso, hoje também deve ser meu aniversário, pensando assim… (hihi). Te amo, da forma mais sincera e original que exista.

tumblr_m9i5g4VIr51rdoju6o1_1280_large[1]

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...