quarta-feira, 23 de novembro de 2011

História em dois tempos

O tempo

O tempo

O vento

O alento

O abraço

O amor

O amasso

382662_289820907725150_100000917308110_897147_1210338129_n_large[1]

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Pensando bem…

Às vezes me faltam palavras, mesmo que a vontade de expressá-las seja infinitamente grande. Quero falar sobre o tempo, sobre as plantas, sobre o amor e sobre a vida. Mas hoje não sei quais palavras usar. Parece muito difícil, mas já tenho quatro linhas sobre nada.

tumblr_luzoi9TUff1qe7433o1_500_large[1]

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Da casa onde eu sempre morei

Tudo isso é como recolher roupas do varal.

É sentir o cheiro de aconchego dos lençóis e o ventinho gelado da água que já foi embora, mas o mais legal de tudo isso é espiar a casa entre os vãos, logo ao fundo, com a fumacinha do bolo, quase pronto, esperando ser pego para seu encontro com a geleia de morango.

tumblr_lu27vrHp7T1qmihiao1_1280_large[1]

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

O que?

Dias de chuva trazem lembranças do que nos falta. A água nos aproxima, tentamos escapar dos pingos melancólicos, nos juntando debaixo de um teto incerto, um teto onde cada um segura uma das pontas, onde podemos derrubá-lo a qualquer hora.

aac441b9f608be0e505477a6ea55de41_large[1]

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Já fui melhor com títulos…

Quero saber como é o (meu) amor. Quero mesmo, e sou muito ansiosa para esperar, mas não posso fazer nada.

tumblr_lueve623dK1r4ubypo1_500_large[1]

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...