quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Ai

Foi hoje.

Hoje chorei.

Chorei como há anos não chorava.

Não chorava assim talvez em toda a minha vida.

Em toda a minha vida não levava isso assim.

Não levava isso assim como nos levo, minha querida.

Minha querida, me abraça antes que chore como foi hoje.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Please

Só quero que diga meu nome.

 

 

 

 

…e quem sabe algumas palavras.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Trilho

Parece uma droga.
Em abstinência ou excesso.
Preciso saber a medida pra te evitar.

E viva tudo isso.

É assim que corre minha locomotiva.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Fórmula

Escrever é fazer tempestade em copo d’água, mesmo que não precise.

É amar demais, chorar demais, sentir demais.

É afogar-se em lágrimas, sejam boas ou ruins.

Não sei como sentir da forma que sinto, mas sempre é intenso, e acho que isso está me tornando uma pessoa muito chorona.

Às vezes passo vergonha, mas é bom.

É um sentimento.

Da vergonha surgem muitas palavras, e não disse que é fácil.

Nem sentir, nem escrever.

domingo, 16 de outubro de 2011

Sempre

Eu estou querendo muita coisa, mas nunca coisa de mais.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Hoje é um grande dia.

   Hoje é dia de São Francisco de Assis, com a oração mais linda e mais profunda que já ouvi em minha vida. É impossível não emocionar-se com tamanha humildade e seus desejos para a eternidade. Sem mais, Francisco está em minha vida desde meu batismo, e tenho certeza que isso faz diferença a cada dia de minha vida, a cada momento que repito a linda oração, e a cada vez que percebo o que ela significa. Paz e bem!

   Não posso esquecer dos lindos, fofos e queridos lobinhos!!! Hoje também é o dia de vocês, meus amores! Ai, um aperto de bochecha em todos, liiindos! Sempre lembrem-se da Lei do Lobinho, e que a vida em equipe de vocês seja a cada dia mais gratificante e inesquecível. Ainda há muito a aprender, e tenho certeza que todos vocês já estão no caminho certo. Aproveitem a vida na Alcateia!

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Quem perde sem ao menos ter encontrado?

O legal é ler o texto ouvindo a música…

   Mudei a disposição dos móveis de minha casa para que pudesse entrar e viver com um certo conforto. Agora eles estão em suas posições originais. Isso me deixa triste. Agora é perceptível um vazio ao meio da sala, onde não ouso tocar. Você poderia estar lá, sentindo o aroma das flores, mas nem isso existe mais. Devo me acostumar com isso um dia, mesmo não querendo e achando que não sou capaz. Em meu quarto tenho espaço para cair, onde ficava a antiga cama e onde você me segurava. Aliás, agora posso cair em qualquer cômodo. Às vezes escuto sua voz e sinto seu cheiro. Antes saía à sua procura, mas agora sei que não te encontro. Onde está você?

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...